Flertar com qualquer um.

O uso estratégico do mailing é fundamental para o sucesso das vendas e para medir a produtividade dos vendedores. Pois é aí que se cometem os maiores erros em todos os sentidos.

Vamos supor uma lista de 1.000 nomes. As empresas compram uma lista de mil nomes e saem ligando. Não! Não façam isso.

Vejam os problemas que aparecem em um mailing:

  1. Dados desatualizados
  2. Falta de segmentação gênero (quantos são do sexo masculino e quantos do feminino.)
  3. Falta de segmentação geográfica (os locais disponíveis no mailing são os mesmos que vendem o seu produto?) Tudo bem, vamos comprar nomes da região de São Paulo que é o maior mercado do Brasil e é onde nossa empresa atua.
  4. Falta de segmentação de classe econômica (qual a proporção de classes A, B ou C, ou até D e E? Qual a proporção de aposentados e pensionistas? E de jovens na fase de primeiro emprego?)
  5. Desses 1.000 nomes quantos conhecem a minha empresa?
  6. Conhecem ou consomem o meu produto?
  7. São as pessoas que consumiriam o meu produto?

 

Antes de comprar um bando de dados trace um perfil detalhado do mailing que você precisa adquirir.

Fazendo assim você economiza muito dinheiro: não gasta com telefone à toa, não contrata pessoal em excesso, não gasta com compras inútil de nomes.  

Ah! De quebra, peça garantias de sucesso do seu fornecedor de mailing. Ele deve lhe informar qual o índice previsto de localização, de telefone correto, etc…

Faça também um acordo de troca de nomes improdutivos.

Isso é garantir o resultado de sua campanha já no início. O sucesso do negócio também está em saber comprar.

Boas Compras!

A Contato Efetivo não se responsabiliza por comentários aqui concedidos.